Minha Rua Meu Jardim

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

E COMEÇA ASSIM....RESGATE DA HISTÓRIA DA REDE BRASILEIRA DAS AGENDAS 21 LOCAIS POR "CALICO"

Muitas vezes menciono a AGENDA 21 (Global, Brasileira e Local) sem, no entanto, disponibilizar documentos que nos permitam uma apreciação e avaliação sobre sua atualidade, os resultados dos processos e experiências passadas.
Lembro que em sua elaboração, para a Rio 92, nos ficou claro a necessidade de monitoramento do temário e do plano de ação, sempre através de métodologias participativas, aperfeiçoar as propostas, à luz de novos estudos, de análises de conjuntura e de diagnósticos. Pensamos assim promover sua atualização de forma permanente com a inclusão de novos temas, em resposta as demandas das Conferências e Encontros Internacionais, Nacionais e Locais que organizaríamos com frequência.
Neste sentido, em nosso país (e em outros), experiências foram germinadas e muito se fez pela construção da Agenda 21 Global. Aqui, pela Brasileira e pelas Locais... Uma das provas irrefutáveis desta afirmativa foi a criação da REBAL - Rede Brasileira de Agendas 21 Locais em 2005, durante o Fórum Social Mundial reunindo centenas de processos em luta pela democracia participativa e por sociedades sustentáveis e em rede.
Outras experiências são de extrema importância. Agendas 21 nas Escolas e Escolares, Agendas 21 das crianças, da construção civil, da juventude, das mulheres, dos pescadores, dos advogados (OAB), de etnias indígenas, de agricultores. Agendas 21 de bairros, de universidades, de empresas, que formam um mix de diferentes nucleações territoriais e setoriais. Um trabalho vibrante e profundo mas com sistematização quase inexistente. Ou fragmentada na preocupacão com as análises focadas no quantitativo. Como se os processos podessem ser mensurados apenas pelos seus produtos, quando existentes. Análises conservadoras, insustentáveis quando se pretende ser sustentável. Mas isso vamos tratando por aqui aos poucos...
Os documentos originais da Agenda 21, na íntegra, podem ser acessados facilmente na internet assim como centenas de textos para serem estudados e utilizados como referência.
Os intuitos destas postagens que começo hoje, com pequenas partes de cada um dos 40 capítulos da Agenda 21 Global e posteriormente da Brasileira, é a de manter as memórias acesas, provocar, se possível, o gosto e o diálogo dos amigos sobre a Agenda 21 nas diversas escalas territoriais e defender sua atualidade diante da perspectivas dos debates sobre os ODS - Objetivos do Desenvolvimento Sustentável - Agenda Pós Rio 2015.
Como existe um risco em apagarmos ou engavetarmos o que é história visual, vou apresentando algumas fotos do trabalho dos últimos anos em que amigos se identificam e gostaria de pedir-los que postassem também suas fotos e depoimentos sobre os temas para enriquecer a tentativa.
Bjs em todos.
CARLOS FREDERICO CASTELLO BRANCO - CALICO de PATY DE ALFERES - 
https://www.facebook.com/carlos.branco.397/posts/10152833282731013
e Começa assim......
Rio de Janeiro 1992
Capítulo 1
PREÂMBULO
1.1. A humanidade se encontra em um momento de definição histórica. Defrontamo-nos com a perpetuação das disparidades existentes entre as nações e no interior delas, o agravamento da pobreza, da fome, das doenças e do analfabetismo, e com a deterioração contínua dos ecossistemas de que depende nosso bem-estar. Não obstante, caso se integrem as preocupações relativas a meio ambiente e desenvolvimento e a elas se dedique mais atenção, será possível satisfazer às necessidades básicas, elevar o nível da vida de todos, obter ecossistemas melhor protegidos e gerenciados e construir um futuro mais próspero e seguro. São metas que nação alguma pode atingir sozinha; juntos porém podemos - em uma associação mundial em prol do desenvolvimento sustentável.
ALGO MAIS ATUAL DO QUE ESTE PREÂMBULO... ?
.......................................................................................................................
Muitas vezes menciono a AGENDA 21 (Global, Brasileira e Local) sem, no entanto, disponibilizar documentos que nos permitam uma apreciação e avaliação sobre sua atualidade, os resultados dos processos e experiências passadas.
Lembro que em sua elaboração, para a Rio 92, nos ficou claro a necessidade de monitoramento do temário e do plano de ação, sempre através de métodologias participativas, aperfeiçoar as propostas, à luz de novos estudos, de análises de conjuntura e de diagnósticos. Pensamos assim promover sua atualização de forma permanenente com a inclusão de novos temas, em resposta as demandas das Conferências e Encontros Internacionais, Nacionais e Locais que organizaríamos com frequência.
Neste sentido, em nosso país (e em outros), experiências foram germinadas e muito se fez pela construção da Agenda 21 Global. Aqui, pela Brasileira e pelas Locais... Uma das provas irrefutáveis desta afirmativa foi a criação da REBAL - Rede Brasileira de Agendas 21 Locais em 2005, durante o Fórum Social Mundial reunindo centenas de processos em luta pela democracia participativa e por sociedades sustentáveis e em rede.
Outras experiências são de extrema importância. Agendas 21 nas Escolas e Escolares, Agendas 21 das crianças, da construção civil, da juventude, das mulheres, dos pescadores, dos advogados (OAB), de etnias indígenas, de agricultores. Agendas 21 de bairros, de universidades, de empresas, que formam um mix de diferentes nucleações territoriais e setoriais. Um trabalho vibrante e profundo mas com sistematização quase inexistente. Ou fragmentada na preocupacão com as análises focadas no quantitativo. Como se os processos podessem ser mensurados apenas pelos seus produtos, quando existentes. Análises conservadoras, insustentáveis quando se pretende ser sustentável. Mas isso vamos tratando por aqui aos poucos...
Os documentos originais da Agenda 21, na íntegra, podem ser acessados facilmente na internet assim como centenas de textos para serem estudados e utilizados como referência.
Os intuitos destas postagens que começo hoje, com pequenas partes de cada um dos 40 capítulos da Agenda 21 Global e posteriormente da Brasileira, é a de manter as memórias acesas, provocar, se possível, o gosto e o diálogo dos amigos sobre a Agenda 21 nas diversas escalas territoriais e defender sua atualidade diante da perspectivas dos debates sobre os ODS - Objetivos do Desenvolvimento Sustentável - Agenda Pós Rio 2015.
Como existe um risco em apagarmos ou engavetarmos o que é história visual, vou apresentando algumas fotos do trabalho dos últimos anos em que amigos se identificam e gostaria de pedir-los que postassem também suas fotos e depoimentos sobre os temas para enriquecer a tentativa.
Bjs em todos.
e Começa assim......
Rio de Janeiro 1992
Capítulo 1
PREÂMBULO
1.1. A humanidade se encontra em um momento de definição histórica. Defrontamo-nos com a perpetuação das disparidades existentes entre as nações e no interior delas, o agravamento da pobreza, da fome, das doenças e do analfabetismo, e com a deterioração contínua dos ecossistemas de que depende nosso bem-estar. Não obstante, caso se integrem as preocupações relativas a meio ambiente e desenvolvimento e a elas se dedique mais atenção, será possível satisfazer às necessidades básicas, elevar o nível da vida de todos, obter ecossistemas melhor protegidos e gerenciados e construir um futuro mais próspero e seguro. São metas que nação alguma pode atingir sozinha; juntos porém podemos - em uma associação mundial em prol do desenvolvimento sustentável.
ALGO MAIS ATUAL DO QUE ESTE PREÂMBULO... ?
.......................................................................................................................

terça-feira, 25 de novembro de 2014

AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE A CONSTRUÇÃO DO PLANO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS DE LUZIÂNIA E REGIÃO

O CORSAP/DF-GO E PREFEITURA MUNICIPAL DE LUZIÂNIA REALIZA AUDIÊNCIA PÚBLICA
PARA PREPARAÇÃO DO PLANO INTERMUNICIPAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS DOS MUNICÍPIOS GOIANOS DA RIDE DF/GO

O CORSAP - Consórcio Público de Manejo dos Resíduos Sólidos e das Águas Pluviais da Região Integrada do Distrito Federal e de Goiás e Prefeitura Municipal de Luziânia realiza, no dia 26 de novembro de 2014, Audiência Pública, para ouvir as comunidades durante o processo de preparação do Plano Intermunicipal da Gestão Integrada dos Resíduos Sólidos – PIGIRS.

O PIGIRS é o conjunto das ações integradas em busca de soluções para os resíduos sólidos, levando-se em consideração as dimensões social, culturaleconômica, ambiental e política, bem como o correspondente controle social é também instrumento de gestão participativa da Política Nacional de Resíduos Sólidos nos municípios goianos membros do CORSAP-DF/GO

As Audiências Públicas são parte integral do Projeto de Mobilização Social e Divulgação – PMSD, espaço de consulta e diagnóstico participativo do Plano em parceria com as comunidades.

O calendário a seguir remarca a data e o local da Audiência Pública em Luziânia - GO

Data
Município
Local
Horário
26/11/2014
Luziânia
CÂMARA MUNICIPAL DE LUZIÂNIA
   10:00 h





Mais Informações:
SEMARH/LUZ - (61) 3906-3115 / 3906-3122 com Wilma do Lago 


TRAGA SEUS PROJETOS, SUAS IDÉIAS PARA SEREM DISCUTIDOS NESTA CONSULTA PÚBLICA!

CONTAMOS COM SUA VALOROSA  PRESENÇA

terça-feira, 11 de novembro de 2014

"Minha Rua Meu JARDIM": ADIADA A AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE PLANO DE RESÍDUOS...

"Minha Rua Meu JARDIM": ADIADA A AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE PLANO DE RESÍDUOS...: ATENÇÃO AVISO A TODOS OS INTERESSADOS: A AUDIÊNCIA PÚBLICA MARCADA PARA HOJE DIA 11/11/2014 FOI ADIADA PARA O DIA 26/11/2014 AS 10:...

ADIADA A AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE PLANO DE RESÍDUOS SÓLIDOS PARA O DIA 26 DE NOVEMBRO

ATENÇÃO

AVISO A TODOS OS INTERESSADOS:

A AUDIÊNCIA PÚBLICA MARCADA PARA HOJE DIA 11/11/2014 FOI ADIADA PARA O DIA 26/11/2014 AS 10:00 H - LOCAL: AUDITÓRIO DA CÂMARA MUNICIPAL DE LUZIÂNIA


O CORSAP/DF-GO E PREFEITURA MUNICIPAL DE LUZIÂNIA REALIZA AUDIÊNCIA PÚBLICA
PARA PREPARAÇÃO DO PLANO INTERMUNICIPAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS DOS MUNICÍPIOS GOIANOS DA RIDE DF/GO

O CORSAP - Consórcio Público de Manejo dos Resíduos Sólidos e das Águas Pluviais da Região Integrada do Distrito Federal e de Goiás e Prefeitura Municipal de Luziânia realiza, no dia 26 de novembro de 2014, Audiência Pública, para ouvir as comunidades durante o processo de preparação do Plano Intermunicipal da Gestão Integrada dos Resíduos Sólidos – PIGIRS.

O PIGIRS é o conjunto das ações integradas em busca de soluções para os resíduos sólidos, levando-se em consideração as dimensões social, culturaleconômica, ambiental e política, bem como o correspondente controle social é também instrumento de gestão participativa da Política Nacional de Resíduos Sólidos nos municípios goianos membros do CORSAP-DF/GO

As Audiências Públicas são parte integral do Projeto de Mobilização Social e Divulgação – PMSD, espaço de consulta e diagnóstico participativo do Plano em parceria com as comunidades.

O calendário a seguir remarca a data e o local da Audiência Pública em Luziânia - GO

Data
Município
Local
Horário
26/11/2014
Luziânia
CÂMARA MUNICIPAL DE LUZIÂNIA
   10:00 h





Mais Informações:
SEMARH/LUZ - (61) 3906-3115 / 3906-3122 com Wilma do Lago 


TRAGA SEUS PROJETOS, SUAS IDÉIAS PARA SEREM DISCUTIDAS NESTA CONSULTA PÚBLICA!

CONTAMOS COM SUA VALOROSA  PRESENÇA

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

PARTICIPE DAS AUDIÊNCIAS PÚBLICAS PARA PREPARAÇÃO DO PLANO INTERMUNICIPAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS

CORSAP/DF-GO E PREFEITURA MUNICIPAL DE LUZIÂNIA REALIZA AUDIÊNCIA PÚBLICA
PARA PREPARAÇÃO DO PLANO INTERMUNICIPAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS DOS MUNICÍPIOS GOIANOS DA RIDE DF/GO

O CORSAP - Consórcio Público de Manejo dos Resíduos Sólidos e das Águas Pluviais da Região Integrada do Distrito Federal e de Goiás e Prefeitura Municipal de Luziânia realiza, no dia 11 de novembro de 2014, Audiência Pública, para ouvir as comunidades durante o processo de preparação do Plano Intermunicipal da Gestão Integrada dos Resíduos Sólidos – PIGIRS.

O PIGIRS é o conjunto das ações integradas em busca de soluções para os resíduos sólidos, levando-se em consideração as dimensões social, cultural, econômica, ambiental e política, bem como o correspondente controle social é também instrumento de gestão participativa da Política Nacional de Resíduos Sólidos nos municípios goianos membros do CORSAP-DF/GO

As Audiências Públicas são parte integral do Projeto de Mobilização Social e Divulgação – PMSD, espaço de consulta e diagnóstico participativo do Plano em parceria com as comunidades.

O calendário a seguir marca a data e o local da Audiência Pública em Luziânia - GO

Data
Município
Local
Horário
11/11/2014
Luziânia
Centro de Convecções
10:00hr
11/11/2014
Jardim Ingá
Centro Administrativo
15:00hr

Mais Informações:
SEMARH/LUZ - (61) 3906-3115 / 3906-3122







  

terça-feira, 28 de outubro de 2014

MOBILIZAÇÃO GERAL PELO DESMATAMENTO ZERO!

CARTA ABERTA Á PRESIDENTE DILMA


Na primeira fase da campanha Chega de Madeira Ilegal, o Greenpeace mostrou que fraudes em planos de manejo permitem que a madeira extraída sem autorização seja vendida nos mercados nacional e internacional como se tivesse origem legal. A investigação revelou que o descontrole no setor é tão grande que nem o documento oficial é capaz de garantir a origem legal da madeira, que destrói a floresta e está ligada à violência no campo.
Enquanto o governo brasileiro pouco faz sobre o assunto, os polos madeireiros na Amazônia prosperam cada vez mais e a falta de fiscalização permite que a madeira seja retirada facilmente de áreas sem autorização. O trânsito de caminhões carregados de toras trazidas de áreas sem manejo florestal até as serrarias que processam a madeira é completamente livre. São centenas deles circulando ao longo das principais vias de acesso na região.

A exploração responsável de madeira na Amazônia pode ser um dos mais importantes instrumentos para a manutenção da floresta viva, além de gerar renda para suas populações e para o país. Porém, hoje, essa exploração é realizada de forma ilegal e predatória, contribuindo para a degradação florestal e o desmatamento, deixando um rastro de graves consequências sociais e para a biodiversidade. Entre Agosto de 2011 e Julho de 2012, estima-se que nos dois maiores Estados produtores de madeira da Amazônia, Pará e Mato Grosso, respectivamente 78% e 54% das atividades do setor ocorreram de forma ilegal.
Uma investigação de dois anos do Greenpeace revelou que o atual sistema de controle de comércio de produtos florestais não é apenas falho, mas ajuda a alimentar este triste quadro. Frequentemente, em vez de conter o crime, ele é usado para legalizar a madeira produzida de forma predatória e ilegal, que mais tarde será vendida a consumidores no Brasil e ao redor do mundo.
Diante do atual quadro de descontrole que impera sobre a atividade madeireira na Amazônia são necessárias medidas urgentes e enérgicas. Como cidadão preocupado com a Amazônia e os povos da floresta, eu peço que os senhores se comprometam com as mudanças que o Governo Brasileiro deve fazer para garantir a exploração responsável da floresta:
 - Realizar uma revisão imediata de todos os planos de manejo florestal (PMFs), aprovado na Amazônia desde 2006.
- Elaborar e implementar novas regras para garantir avaliação e aprovação eficaz dos planos de manejo florestal, além de torna-las públicas.
- Implementação de um sistema de controle de madeira da Amazônia, que seja transparente, público e padronizada nacionalmente.
- Priorizar a implementação de um plano ambicioso para o efetivo funcionamento do manejo florestal comunitário.
- Aumentar a governança na região, aumentando a capacidade e infraestrutura de órgãos ambientais federais e estaduais, além de recursos para vigilância, monitoramento e aplicação da lei, incluindo penalidades rigorosas para os condenados por crimes florestais.
- Rever todas as licenças de serraria e criar um novo sistema de regulação para a sua operação.

A Amazônia é um patrimônio de todos os brasileiros, além de ser a maior floresta tropical do planeta e abrigar biodiversidade e uma riqueza cultural inestimáveis. Protegê-la é cuidar do futuro de todo o Brasil.

Fonte: Greempeace

http://www.chegademadeirailegal.org.br/?&ref=email_timber&utm_source=email&utm_medium=ciber&utm_campaign=timber&utm_content=2014_10_27_link

Envie esta Carta à Presidente Dilma e a todos os Deputados e Senadores!

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

CARTILHA PROGRAMA ARBORIZAÇÃO URBANA DE LUZIÂNIA


A SEMARH VAI AS ESCOLAS

A convite da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos de Luziânia - SEMARH/LUZ o Educador Ambiental e Jornalista, Sr. Wagner Oliveira, esteve em nosso município por 03 dias realizando palestras para cerca de 1.000 alunos das Escolas Estaduais Cônego Ramiro, Colégio Epaminondas e Colégio CEMAN.

QUEM NÃO FOI PERDEU! 

Parabéns Wagner Oliveira! Suas palestras são maravilhosas e de perder o fôlego!

Os adolescentes e jovens, professores e demais pessoas que tiveram o privilégio de assistir saíram  sensibilizados e temos certeza que vão levar tantas informações sobre a realidade do nosso Cerrado, da situação dos nossos recursos hídricos e da importância de preservar o que ainda resta, para o resta de suas vidas!

Para maiores informações consulte o Blog do Wagner! Vale a pena conferir!



http://wagneroliveiragoias.blogspot.com.br/

O QUE FAZ UMA SACOLINHA! PENSE NISSO



segunda-feira, 15 de setembro de 2014

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

LANÇAMENTO DA COLETA SELETIVA "CIDADÃ E SOLIDÁRIA" DE LUZIÂNIA

Queridos Leitores e Leitoras,

No dia 19 de abril de 2011 postei uma mensagem cujo título era: RECICLA LUZIÂNIA!
Na ocasião estávamos trabalhando para implantar a Reciclagem dos Resíduos Sólidos em Luziânia, bem como o Aterro Sanitário e o sonho de instalar um Consórcio dos Resíduos Só

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

INSTALAÇÃO E POSSE DA DIRETORIA DO COMITÊ DA BACIA HIDROGRÁFICA DOS RIOS CORUMBÁ, VERÍSSIMO E porção GOIANA do SÃO MARCOS

SABENDO USAR NÃO VAI FALTAR!

Parabenizamos a todos do Poder Público Municipal, Usuários e Sociedade Civil Organizada e em especial a Secretaria de Estado de Meio Ambiente - SEMARH/GOIAS e a Diretoria eleita, pela Instalação, e Posse da Diretoria do COMITÊ DE BACIA HIDROGRÁFICA DOS RIOS CORUMBÁ, VERÍSSIMO  PORÇÃO GOIANA DO RIO SÃO MARCOS - CBHCVSM.

PRESIDENTE: Wilson de Azevedo Filho (representante dos Usuários - Pesca, Turismo e Lazer) - Rio Quente - GO;
1º VICE-PRESIDENTE: Adão Iris da Silva (representante do Poder Público Municipal)- Ipameri-GO;
2º VICE-PRESIDENTE: José Moreira da Costa (representante os Usuários - Indústria e Mineração) - Catalão- GO;
SECRETÁRIO: Ivan Bispo (represente da Sociedade Civil Organizada) - Cristalina-GO;
PRESIDENTE DA CÂMARA TÉCNICA: Jociane Dornelas Faustino - Cristalina-GO;
RELATORA DA CÂMARA TÉCNICA: Wilma do Lago - Luziânia-GO.

Um grande desafio, porém nosso desejo é de muito sucesso nesta empreitada!



terça-feira, 19 de agosto de 2014

LANÇAMENTO DA COLETA SELETIVA CIDADÃ E SOLIDÁRIA DE LUZIÂNIA


Hoje é um dia feliz! Luziânia acaba de lançar o PROGRAMA + SUSTENTABILIDADE e já na primeira arrancada lança a "COLETA SELETIVA CIDADÃ E SOLIDÁRIA"!

Luziânia é uma das primeiras cidades na região metropolitana de Brasília a implantar o serviço com a participação de escolas e comunidade

​Prefeito Cristóvão Tormin durante reunião com catadores: apoio e suporte para criação de cooperativa




​Secretária Lizane Ramos: “O Governo Cristóvão é parceiro do meio ambiente e muitas outras ações estão por vir”
Os moradores de Luziânia e do Distrito do Jardim Ingá passarão a contar com um novo serviço a partir do dia 19 de agosto: a Coleta Seletiva Cidadã e Solidária. O programa foi lançado pelo prefeito Cristóvão Tormin, no Centro de Cultura e Convenções hoje pela manhã. Já no dia 20 de agosto (amanhã), será a vez do Distrito do Jardim Ingá. O evento acontecerá na sede da administração a partir das 09:00 horas.

Várias ações de conscientização ambiental marcaram o lançamento do programa. Atividades culturais, distribuição de cartilhas informativas, folders e ímãs com o calendário da coleta também fazem parte da programação para comemorar o início do processo de separação dos resíduos produzidos pelos mais de 200.000 mil habitantes.

A cidade receberá lixeiras para a separação do lixo (Lixo Orgânico e Lixo Seco) e serão instalados ecopontos (Pontos de Entrega Voluntária) em 55 escolas municipais e também no Centro Administrativo. Os estabelecimentos contarão com a força-tarefa de 11 agentes ambientais; eles atuarão como multiplicadores na comunidade para que o resíduo seco, tanto das escolas como das residências, seja coletado de forma adequada.

Todo o processo de coleta seletiva será desenvolvido pela Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, em parceria com a Cooperativa de Catadores e Catadoras do município - COOPERLUZ - RECICLA LUZIÂNIA (criada com o apoio e suporte da atual gestão), que encaminhará o que for reaproveitável para a reciclagem.

Nesta primeira fase, será trabalhada uma 'área piloto', que abrangerá as ruas do Comércio, Coronel Antônio Carneiro e Santíssimo Sacramento, no Centro, e também as Avenidas 73, Lucena Roriz I e II, Dr. Danton Jobim, Governador José Feliciano Ferreira, Bernardo Sayão e a Rua Dona Guiomar Ribeiro, no Jardim Ingá. As famílias luzianienses já começaram a ser chamadas, por meio de campanhas educativas nas escolas e da imprensa, a participar do processo.

Todos os catadores participaram de, no mínimo, 60 horas/aula de cursos de formação e qualificação, práticas de coletas e separação de materiais recicláveis, oficinas sobre coleta seletiva e organização de cooperativas. As qualificações também foram estendidas aos diretores e professores das unidades escolares.

 Além de melhorar a vida dos cidadãos e cuidar do meio ambiente, a iniciativa da Prefeitura está gerando 250 empregos diretos e o produto da reciclagem passará a ser fator gerador de emprego e renda para outras famílias. 
“A coleta seletiva de lixo é de extrema importância para a sociedade. Além de gerar renda e economia para as empresas e cooperativas, também significa uma grande vantagem para o meio ambiente, uma vez que diminui a poluição dos solos e rios. Este tipo de coleta é de grande importância para o desenvolvimento sustentável da nossa cidade e, consequentemente, do planeta" afirma a Secretária do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Lisane Ramos. 

Conforme levantamento realizado pela SEMARH/LUZ, somente 5% do lixo produzido em Luziânia é reciclado atualmente. A cidade modelo no Brasil em coleta seletiva é Londrina-PR, que chega a reciclar 30%. Podemos afirmar que a cidade de Luziânia também tem condições de chegar a este patamar. Para isso, temos que trabalhar juntos: Prefeitura, órgãos públicos, empresas privadas e sociedade em geral, para chegarmos a esse objetivo. 

Outro problema é a falta de informação a respeito de resíduos prejudiciais à saúde. “Lixo especial, como pilhas, baterias, cabos USBs, celulares, computadores, impressoras, aparelhos eletroeletrônicos, geladeiras, teclados, mouses, televisões em desuso deveriam ser entregues em lojas do ramo conforme a legislação vigente da "logística reversa", assim como lâmpadas, pneus e embalagens de agrotóxicos.

Para tanto, o Município, através da Secretaria de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, em parceria com a ONG PROGRAMANDO O FUTURO - Estação de Metarreciclagem, iniciou a capacitação dos Cooperados da COOPERLUZ para a implantação da coleta e reciclagem destes materiais.

Além da inexistência de um local que atenda às normas vigentes para a destinação dos resíduos sólidos em Luziânia, o aterro sanitário, a população ainda precisa se conscientizar sobre a importância da coleta seletiva. Isso é fundamental para a implantação efetiva da coleta seletiva em nosso município.

mais informações sobre como doar seu computador e demais eletroeletrônicos entre em contato com a SEMARH/LUZ pelo telefone (61) 3906-3115 / 3122.
veja mais:
www.doeseucomputador.org.br
http://www.corsapdfgo.com.br/plano-de-residuos-pigirs/links-importantes/

fonte: ASCOM - Rodrigo Piccirili - SEMARH/LUZ

quinta-feira, 5 de junho de 2014

Projeto de lei de iniciativa popular pelo FIM DO DESMATAMENTO NO BRASIL





 
DIA 05 DE JUNHO DE 2014 - DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE!

VAMOS AGIR?

Os povos indígenas estão tendo seus direitos atropelados, a Amazônia está virando um canteiro de obras e o desmatamento voltou a subir este ano. E o governo permanece inerte. Neste Dia do Meio Ambiente, grite um não à violência e ao desmatamento. Assine >> http://grnpc.org/Ig0SM <<

Assine como eleitor brasileiro, o projeto de lei a ser apresentado ao Congresso Nacional, para criar uma lei de desmatamento zero no Brasil.

O país pode crescer sem desmatar mais nada. As áreas abertas já são mais que suficientes para dobrar a produção de alimentos. Ao zerar o desmatamento, o Brasil fará a sua parte para diminuir o aquecimento global, preservar a biodiversidade e assegurar o uso responsável da Amazônia e das demais florestas em benefício de todos os brasileiros.


Para tirar dúvidas ou consultar o texto de lei e sua justificativa, acesse www.ligadasflorestas.org.br

Eu já assinei a P E T I Ç Ã O!

E VOCÊ? JÁ ASSINOU?

HOJE É DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE

Hoje é o Dia Mundial do Meio Ambiente, que deveria na verdade ser todos os dias. A humanidade vem avançando no debate sobre a preservação da natureza, mas ainda não é prioridade na pauta dos grandes líderes internacionais. As grandes nações ainda não compreenderam, que podem crescer e se desenvolver sem agredir o meio ambiente. Os níveis de CO2 na atmosfera, só vem aumentando a cada ano, isto demonstra claramente que a sustentabilidade não é a agenda prioritária, com isto, vem comprometendo a saúde do planeta e quem vai pagar a conta, são futuras gerações.
Blog do Vinicius

quarta-feira, 4 de junho de 2014

EDUCAÇÃO AMBIENTAL É A BASE DE TUDO!


EVENTO: A SEMARH VAI AS ESCOLAS

A Prefeitura de Luziânia, através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos de Luziânia – SEMARH/LUZ, em parceria com a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos estará realizando nos dias 25 e 26 de junho de 2014, nos períodos matutino e vespertino o Evento: “A SEMARH VAI AS ESCOLAS”, com a apresentação de Palestras e uma peça teatral cujo objetivo é a sensibilização quanto às questões da sustentabilidade e o trato em relação  a coleta e destinação correta dos resíduos sólidos, bem como a importância da coleta seletiva.

DIAS: 25 e 26 de junho/2014

HORÁRIOS: MANHÃ das 09:30 h às 11h
                 TARDE das 15h às 16:30h

LOCAL: CENTRO DE CONVENÇÕES DE LUZIÂNIA

  ATENÇÃO: Esta data pode ser prorrogada para meados de agosto.




terça-feira, 3 de junho de 2014

DICAS - COMER PEIXE COM SEGURANÇA

DICA DO MEU IRMÃO IRÃ: 

"Para fazer peixe na panela e poder servir  com segurança para as crianças coloque: 
01 copo de água; 01 copo de óleo e 01 copo de vinagre que vai dissolver os ossos e os espinhos do peixe. obs: tempo para cozinhar: 40 minutos após a fervura".

MAIS DICAS:

www.receitasdawilmadolago.blogspot.com

segunda-feira, 2 de junho de 2014

REUNIÃO PREPARATÓRIA PARA ELABORAÇÃO DO PLANO ESTADUAL DOS RECURSOS HÍDRICOS DE GOIÁS EM LUZIÂNIA

A Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos - SEMARH firmou um Acordo de Cooperação Técnica junto ao Ministério do Meio Ambiente – MMA para viabilizar a elaboração do Plano Estadual de Recursos Hídricos de Goiás – PERH-GO.
O PERH é um instrumento de gestão integrada, previsto tanto na Lei Federal nº 9.433/2007 quanto na Lei Estadual nº 13.123/2007, e dará as diretrizes quanto à gestão sustentável dos recursos hídricos, além de proporcionar segurança e qualidade nas atividades realizadas pela SEMARH, também norteará a implementação dos demais instrumentos contidos na Política Estadual de Recursos Hídricos, realizando a interlocução com os planos setoriais como saneamento, zoneamento ecológico-econômico, de irrigação, dentre outros, e fará a articulação das Unidades de Planejamento e Gerenciamento de Recursos Hídricos - UPGRH's por meio dos Comitês de Bacias Hidrográficas que estão sendo criados em todo o estado.
Objetivando a elaboração de um instrumento de gestão atual e que seja adequado à realidade do estado, O PERH preconizará o desenvolvimento sustentável por meio da compatibilização dos usos das águas, a definição, implantação e monitoramento de metas de racionalização de uso, proposição de projetos visando à manutenção da disponibilidade hídrica em qualidade e quantidade suficientes para atender as demandas atuais e futuras, com vistas aos usos múltiplos, mitigando os conflitos já existentes e os futuros.
Nesse sentido é fundamental a integração das diversas Secretarias de Estado; as Prefeituras Municipais, bem como as empresas de saneamento, geração de energia, instituições de ensino e pesquisa, dentre outros, na elaboração desse documento.
Dessa forma, diante da importância desta instituição, convidamos todos e todas para participar de forma efetiva em todo o processo de elaboração, nas diversas etapas previstas, e diversas formas como disponibilização de informações e dados, preenchimento dos questionários que estão disponíveis no site do PERH, na participação nas reuniões que acontecerão no Conselho Estadual de Recursos Hídricos e presença nas 3 rodadas de Consultas Públicas que acontecerão durante este ano de 2014, nas cidades de Alto Paraíso, Aruanã, Cristalina, Goiânia, Porangatu e Rio Verde.   

Maiores informações poderão ser obtidas na Gerência de Planejamento de Recursos Hídricos, através do telefone (62) 3201.5175/5152, no site www.semarh.goias.gov.br ou no site do PERH www.perhgo.com.br

EM LUZIÂNIA 

No dia 03 de junho de 2014, a partir das 14:00 horas estaremos realizando a "REUNIÃO PREPARATÓRIA PARA ELABORAÇÃO DO PLANO ESTADUAL DOS RECURSOS HÍDRICOS DE GOIÁS.
O Evento em tela acontecerá no Auditório da Câmara Municipal de Luziânia todos os interessados no tema estão convidados.

Mais informações: SEMARH/LUZ - (61) 3906-3115/3122

www.luziania.go.gov.br


terça-feira, 27 de maio de 2014

XIII ENCONTRO VERDE DAS AMÉRICAS - XIII GREENMEETING OF THE AMERICAS

Começa nesta terça-feira em Brasilia, o XIII Encontro Verde das Américas

Nesta terça-feira 27/05, começa na capital federal de Brasilia, o XIII Encontro Verde das Américas, o Greenmeeting 2014, onde reunirá importantes lideranças nacionais e internacionais, alinhadas em uma mesma direção, a sustentabilidade. Pois o Encontro é um espaço singular onde pessoas de vários estados e regiões se reúnem em busca de informações conceituadas em prol da sustentabilidade, do desenvolvimento e do progresso, sem agressão ao meio ambiente.

Tema como Água estará em pauta, considerando que o uso sustentável da água apresenta-se como  um  dos  grandes desafios  a  serem enfrentados  tanto  por  países  desenvolvidos, quanto por  países em desenvolvimento. A possibilidade concreta da escassez de água doce começa a tornar-se, cada vez mais, a grande ameaça ao desenvolvimento econômico e à estabilidade política do mundo nas próximas décadas. Considerando que o aumento da diversidade de usos das águas devido ao crescimento desordenado de certas regiões tem gerado demandas e conflitos, mostrando-nos a necessidade de adoção de normas de qualidade e princípios que permitam o controle de sua utilização, com uma distribuição mais justa e responsável.


Amanhã, dia 28 de maio de 2014 as 14:00 horas o Secretário de Políticas de Resíduos Sólidos do Distrito Federal, o Dr. Paulo Celso dos Reis Gomes estará abordando o Tema: "Coleta Seletiva: Estímulo a mudança de hábitos da sociedade e valores no que diz respeito a proteção ambiental conservação da vida e sustentabilidade no Distrito Federal".

Os participantes receberão certificado de participação.